// you're reading...

Artigos

Terapia celular: chegou o tempo de tratar a insuficiência renal.

A insuficiência renal apresenta um grande risco aos pacientes pois causam uma alta taxa de morbidade e mortalidade. Lesão renal mesmo moderada pode fazer com que o paciente após a sua recuperação desenvolva uma doença crônica e um aumento de chance de morte.
Neste cenário é que a terapia celular pode ser atrativa em decorrência de dados obtidos em estudos experimentais: células tronco mesenquimal de origem medular migram para os túbulos renais, se diferenciam e promovem reparação em animais que tiveram insuficiência renal aguda induzida por cisplatinum. A reparação ocorre também com o emprego de células tronco alogênicas, isto é de outros animais.
Recente publicação no Journal American Medical Association testa os dados acima obtidos em estudos experimentais com o tratamento de 115 pacientes subdivididos em dois grupos que receberam células tronco mesenquimais autólogas com doses diversas, comparadas com grupos que receberam só inibidor de calcineurina e outro mais anti inter leucina 2.
Após um ano de seguimento ficou evidente que entre os pacientes que foram para o transplante renal os que receberam células tronco mesenquimais tiveram menor taxa de rejeição e menor taxa de infecções oportunistas.
Cumpre conferir o artigo abaixo:

Induction therapy with autologous mesenchymal stem cells in living-related kidney transplants: a randomized controlled trial.
Tan J ; Wu W ; Xu X ; Liao L ; Zheng F ; Messinger S ; Sun X ; Chen J ; Yang S ; Cai J ; Gao X ; Pileggi A ; Ricordi C. JAMA. 2012; 307(11):1169-77 (ISSN: 1538-3598)
Organ Transplant Institute, Fuzhou General Hospital, Xiamen University and Fujian Key Laboratory of Transplant Biology, Fuzhou, China. tanjm156@yahoo.com.cn

Milton Artur Ruiz

Sobre o Autor

Médico, Hematologista, Hemoterapeuta, Professor Colaborador da disciplina de Hematologia/Hemoterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo, USP-SP, Coordenador do Grupo de Estudos de Terapia celular do IMC de S J do Rio Preto-SP, Chefe da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital Infante D. Henrique da Associação Portuguesa de Beneficencia de SJ do Rio Preto SP. , Editor da Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia - Journal of Hematology and Hemotherapy ISSN 1516 8494 , Mestre em Hematologia – Escola Paulista de Medicina, Unifesp-SP, Doutor em Medicina Interna – Unicamp-SP, Livre docente em Hematologia- Famerp- SP.

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!