// you're reading...

Doenças neurológicas

O G-CSF no Acidente Vascular Cerebral

Existem várias formas de tratar os problemas neurológicos como o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Considerada a 2a. causa de morte mais frequente as opções de tratamento ainda hoje são consideradas insuficientes. Os pacientes que sobrevivem apresentam sequelas e um grande comprometimento em sua qualidade de vida devido as sequelas, como redução de movimentos alteração na fala e outros problemas que causam trasntorno ao paciente e familiares. Na fase aguda e sub aguda a lesão do cérebro faz com que o organsimo se mobilize e produza substâncias com o objetivo de restaurar a função das células desta parte do cérebro danificada. Assim um opção terapeutica é a utilização do fator estimulador de células granulocitárias (G-CSF) como fator mobilizador de células-tronco endógenas par promover uma melhoria destas células lesadas. Então o princípio da terapia celular no SNC é o de restaurar a função do cérebro humano danificado pelos diversas doenças, restaurando os tipos celulares neurais afetados por novas células ou protegendo as células neurais ainda presentes, interrompendo o processo de perda neuronal e minimizando assim a perda funcional cerebral. Ou seja apressar e melhorar a recuperação do paciente. Este é racional do protocolo de tratamento em AVC que tem sido conduzido pelo grupo de médicos da TCell e da Unidade de Transplante de Células - tronco Hematopoéticas do Hospital Infante D. Henrique da APB de SJ do Rio Preto, SP .

O racional e os estudos realizados podem ser obtidos no site www.scielo.br/rbhh que estão publicados na Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia - Maset AL el al O G- CSF na Terapia do Acidente Vascular Cerebral vol 31, suplemento 1: 104-11

Milton Artur Ruiz

Sobre o Autor

Médico, Hematologista, Hemoterapeuta, Professor Colaborador da disciplina de Hematologia/Hemoterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo, USP-SP, Coordenador do Grupo de Estudos de Terapia celular do IMC de S J do Rio Preto-SP, Chefe da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital Infante D. Henrique da Associação Portuguesa de Beneficencia de SJ do Rio Preto SP. , Editor da Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia - Journal of Hematology and Hemotherapy ISSN 1516 8494 , Mestre em Hematologia – Escola Paulista de Medicina, Unifesp-SP, Doutor em Medicina Interna – Unicamp-SP, Livre docente em Hematologia- Famerp- SP.

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!