// you're reading...

Doenças

Células-tronco embrionárias no tratamento de lesão de medula espinhal

O jornal Folha de S.Paulo, em sua edição de 12 de outubro passada na seção de Ciencias pg. A25, comunica o início do tratamento de pacientes com lesão de medula espinhal com um medicamento derivado de células-tronco embrionárias.

O medicamento pertence a Geron, companhia americana que pesquisa o uso de células tronco para a regeneração de lesões raqui-medualres e pesquisa também na área de tratamento do cancer e de diversas outras moléstias. O medicamento já havia recebido autorização do FDA americano desde 2008 para uso mas, devido ao aparecimento de cistos em alguns animais do experimento, teve o seu inicio suspenso para se avaliar se o medicamento  não era causador de cancer. Esta preocupação também esta relatada na reportagem.  

Milton Artur Ruiz

Sobre o Autor

Médico, Hematologista, Hemoterapeuta, Professor Colaborador da disciplina de Hematologia/Hemoterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo, USP-SP, Coordenador do Grupo de Estudos de Terapia celular do IMC de S J do Rio Preto-SP, Chefe da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital Infante D. Henrique da Associação Portuguesa de Beneficencia de SJ do Rio Preto SP. , Editor da Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia - Journal of Hematology and Hemotherapy ISSN 1516 8494 , Mestre em Hematologia – Escola Paulista de Medicina, Unifesp-SP, Doutor em Medicina Interna – Unicamp-SP, Livre docente em Hematologia- Famerp- SP.

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!